Neuropsicologia

Os serviços de neuropsicologia abrangem avaliação e intervenção. A avaliação neuropsicológica é realizada com crianças, adolescentes e adultos com queixas de atrasos e/ou alterações no desenvolvimento, dificuldades de aprendizagem, déficit de atenção, entre outros. O objetivo é estabelecer padrões de funcionamento, identificando potencialidades e possíveis atrasos cognitivos gerais ou específicos que interfiram no funcionamento do indivíduo. A avaliação pode auxiliar tanto no processo de diagnóstico quanto na elaboração de estratégias, programas ou atividades para intervenção. Há duas modalidades de avaliação neuropsicológica: extensa e breve.

Ambas possuem 5 passos:

 

  1. Agendamento por telefone ou por e-mail.
     

  2. Entrevista com a família ou com o principal responsável pela criança ou adolescente. No caso de adultos, a entrevista é feita com o próprio cliente. Trata-se de uma entrevista inicial para identificação da queixa, dificuldades atuais e histórico do desenvolvimento.
     

  3. Avaliação direta com o cliente.
     

  4. Envio de questionários para a escola (quando necessário).
     

  5. Devolutiva dos resultados da avaliação, entrega do relatório e encaminhamento para o atendimento necessário.

 

FORMA EXTENSA: Por volta de 8 a 10 encontros contemplando os 5 passos descritos acima. É realizada uma avaliação abrangente das habilidades cognitivas, considerado a inteligência, as funções executivas, atenção, cognição social, memória, linguagem e habilidades acadêmicas de leitura, escrita e aritmética.

 

FORMA BREVE: Por volta de 5 a 6 encontros contemplando os 5 passos descritos acima. É realizada uma avaliação direcionada às habilidades relacionadas à queixa apresentada.

 

A intervenção é realizada após a avaliação neuropsicológica, considerando quais foram as dificuldades relatadas e a partir delas é elaborado um planejamento.

 

  1. Agendamento da 1ª consulta por telefone ou e-mail.
     

  2. Realização da 1ª consulta - Entrevista com os pais ou responsável para levantamento das queixas e dos resultados da avaliação neuropsicológica.
     

  3. Realização da 2ª consulta - conhecer o cliente, discutir suas dificuldades e o planejamento das intervenções.
     

  4. Intervenção - Estratégias/programas/atividades para desenvolvimento de habilidades que estão deficitárias. O tempo e o número de atendimentos por semana serão estabelecidos a cada caso.
     

  5. Reavaliação - Após o período de intervenção, é necessário reavaliar as habilidades trabalhadas a fim de se verificar a continuidade ou não da intervenção.

 

 

 

Avaliação e Intervenção Psicopedagógica

Atendimento psicopedagógico individualizado a crianças, adolescentes e adultos que possuem queixas de dificuldades de aprendizagem, com base na Psicopedagogia, Psicologia Cognitiva e Neuropsicologia Cognitiva.

O atendimento clínico pressupõe 5 passos:

 

  1. Agendamento da 1ª consulta (por telefone).
     

  2. Realização da 1ª consulta - Entrevista com os pais para levantamento das queixas (problemas de aprendizagem).
     

  3. Avaliação - Com base na queixa apresentada, é necessário investigar o nível do desenvolvimento de diferentes habilidades relacionadas com a aprendizagem. Por volta de 8 a 10 sessões. Pode ser necessário o encaminhamento para outros profissionais, a fim de se fechar um diagnóstico.
     

  4. Intervenção - É traçado então um planejamento de ações para o desenvolvimento das habilidades deficitárias, identificadas por meio da avaliação realizada. Por volta de 5 a 6 meses, dependendo do caso.
     

  5. Reavaliação - Após o período de intervenção, que varia de acordo com cada caso, é necessário reavaliar as habilidades trabalhadas a fim de se verificar a continuidade ou não da intervenção.

 

Avaliação Interdisciplinar

Triagem por meio de avaliação interdisciplinar breve com profissionais da psicologia, neuropsicologia e psicopedagogia a crianças e adolescentes que possuem queixas de dificuldades de aprendizagem ou comportamentais.

 

A avaliação interdisciplinar pressupõe 4 passos:

 

  1. Entrevista inicial com pais e/ou responsáveis para análise da queixa.
     

  2. Encontros com o paciente para avaliação de diversas habilidades envolvidas na análise da queixa. Geralmente são avaliadas as habilidades cognitivas e emocionais.
     

  3. Entrevista na escola para análise da queixa (quando necessário).
     

  4. Devolutiva para a família e para a escola (quando necessário) com encaminhamentos e orientações.

 

Supervisões

As supervisões podem ser realizadas em duas modalidades: individual ou em pequenos grupos (3 a 4 pessoas). Ambas são realizadas em casos de neuropsicologia ou psicopedagogia. As frequências das supervisões são agendadas em função de cada caso ou conforme a demanda do grupo.

© 2015 INDH Instituto de Neuropsicologia e Desenvolvimento Humano.

Rua São Vicente de Paula, 95 | Sala 141 | Higienópolis | São Paulo - SP | CEP 01229-010